Rating: 3.3/5 (4883 votos)




ONLINE
18




Partilhe esta Página

  

 

 

 
 

MANIFESTAÇÃO EM SALESÓPOLIS
MANIFESTAÇÃO EM SALESÓPOLIS

REUNIÃO EM BIRITIBA MIRIM

Julio Simões promete mais ônibus

para Salesópolis

 

 

 

 

 

 

Prefeitos e vereadores de Biritiba Mirim e Salesópolis se reuniram com representantes da Júlio Simões

 

Em reunião realizada nesta terça-feira na prefeitura Municipal de Biritiba Mirim entre os prefeitos Benedito Rafael da Silva, PR, e Carlos Albeto Taino Júnior, Inho, PSDB e os vereadores daquela cidade e de Salesópolis ficou acertado que a Empresa Júlio Simões irá melhorar a qualidade no transporte coletivo entre Salesópolis e Mogi das Cruzes.

Estiveram presentes na reunião os vereadores de Salesópolis Francisco Marcelo Morais Correia, PTB,  Cristian Luiz Candelária, Kiki, PV, Mario Barbosa Pinto, PPS, Paulo Roberto Roberto Faria, PR, Claudinei José de Oliveira, PR, Sandra Assis, PMDB e Sérgio dos Santos, PMDB, que juntamente com o Prefeito Benedito Rafael da Silva, vice Prefeito Vanderlon de Oliveira Gomes, PTB  e o Deputado Estadual André do Prado, PR levaram as reivindicações do povo de Salesópolis quanto a superlotação nos horários de pico.

Esteve presente representando a Empresa Júlio Simões o Gerente Operacional Silvio Quaresma dos Santos que prometeu no prazo de uma semana aumentar a frota de coletivos no horário de pico e assim minimizar a superlotação que ocorre hoje e atender a todas as necessidades da população.

O Deputado Estadual André do Prado juntamente com todos os políticos que participaram da reunião em Biritiba Mirim irão encaminhar Ofício a EMTU para solicitar a redução no preço das tarifas entre Salesópolis e Mogi das Cruzes.

O Jornal do Povão está acompanhando o drama da população de Salesópolis desde o início do ano com a superlotação nos ônibus da Empresa Júlio Simões e juntamente com o vereador Cristian Luiz Candelária, Kiki, PV, irá cobrar as promessas dos diretores da empresa.


Protestos contra a Júlio Simões

 

O vereador Kiki, (foto) vem desde o início de seu mandato como vereador no início de fevereiro solicitando a Júlio Simões para que dê mais atenção ao povo de Salesópolis que vem há muito tempo sofrendo com o descaso da empresa.

Em um de seus discursos na Tribuna da Câmara o vereador Kiki já havia convocado a população para uma manifestação contra a empresa para que a mesma tomasse conhecimento real dos problemas enfrentados pelos usuários de nossa cidade.

Agora com a primeira manifestação em Salesópolis uma reunião de emergência foi marcada com diretores da Julio Simões em Biritiba Mirim e ficou acertado que será colocado mais ônibus nos horários de pico para atender as necessidades de todos.

Kiki disse a reportagem do Jornal do Povão que estará acompanhando todo o processo de reestruturação dos horários e aumento da frota dos ônibus para melhor atender aos nossos usuários e que qualquer anormalidade irá acionar a imprensa e o povo para uma nova manifestação.


MANIFESTAÇÃO OU VANDALISMO?

Todos nós podemos realizar manifestação

para reivindicar nossos direitos

 

 

 

 

 

 

 

 

 

O que não podemos fazer é criar atos errados que futuramente possam prejudicar o bom andamento do que fora feito anteriormente.

Tudo isso aconteceu na noite de segunda-feira, 1, em Salesópolis quando apenas “meia dúzia” de pessoas que influenciadas pelos constantes atos de vandalismo que vem ocorrendo no Brasil resolveram aplicar em nossa cidade.

O segundo ato marcado para aquela noite deveria ser tão somente para reivindicar que o valor das passagens de ônibus entre Salesópolis e Mogi das Cruzes voltasse aos praticados anteriormente, mas o que se viu foi apenas vandalismo.

Em momento algum sequer essas pessoas que saíram às ruas pensaram no futuro de uma nova passeata para reivindicarmos outras necessidades importantes para nossa cidade como, por exemplo, melhor atendimento na saúde e a redução do quadro de funcionários contratados pela atual administração que onera em muito a folha de pagamento da prefeitura.

E para conhecimento de todos a partir do dia 4 de julho mais de 20 médicos que trabalham em Salesópolis, mas pertencem ao quadro de funcionários do Estado não irão mais atender no Centro de Saúde.

Seria uma ótima oportunidade para que todos fossem na porta da prefeitura e reivindicassem ao prefeito e demais autoridades de Salesópolis quais providências irão tomar frente essa decisão da Secretaria de Estado da Saúde.

Estamos passando por um momento mais delicado ainda que o valor das passagens dos ônibus, visto que a EMTU disse que irá aplicar o valor antigo no trajeto Salesópolis – Mogi das Cruzes.

Seria o momento certo para realizarmos outra manifestação agora sim pedindo mais atenção dos políticos para os graves problemas de nossa cidade e não de vandalismo.

O Jornal do Povão apoia toda e qualquer manifestação que seja para o bem de nossa população que há anos vem sofrendo com o descaso de nossas autoridades e que não pensam no povo de Salesópolis.

 JORNAL DO POVÃO – AQUI VOCÊ FAZ A DIFERENÇA

 JORNALISMO LEVADO A SÉRIO

 

EDITORIAL

Salesópolis viveu na noite de segunda-feira

a maior mobilização de sua história

Cerca de duzentas pessoas foram as ruas de nossa cidade em protestos que merecem reflexão e atenção das autoridades.

Com certeza esses protestos representam, algo mais que a luta contra as tarifas de ônibus ou com gastos desnecessários.

Elas trazem um sentimento latente da população e expressam o desencanto coletivo sobre temas que diariamente ganham espaço na mídia nacional: Corrupção, desmandos, desperdícios de recursos públicos, governos desconectados e conchavos políticos de uma classe que deseja apenas o poder pelo poder.

São temas recorrentes, inquietantes, complexos e que causam frustração e revolta.

Jovens, empresários, donas de casa, estudantes, aposentados têm observado e engrossado a crescente indignação, via redes sociais e veículos de comunicação, num verdadeiro exercício democrático de cidadania. O que endossa e valida esse movimento é a ausência de partidos ou de bandeiras políticas, como se a causa fosse de cada um e de todos independente de ideologia.

O que se vê e se espera dos movimentos nas ruas de Salesópolis é um grande aprendizado democrático de participação pública. É importante que a classe política e os governantes saibam entender e decifrar esse recado das ruas e façam mudanças políticas , tributárias e de moralidade pública.

Jornal do Povão continuará dando cobertura as manifestações, mas condenamos atos de violência, a baderna, o radicalismo sem propósito ou atos de aproveitadores nesse momento em que o exercício da democracia está latente em Salesópolis e no Brasil.

Todos nós precisamos entender o que está sendo dito nas ruas, avenidas e praças. Entidades de classe, empresários, estudantes, servidores, políticos e a sociedade civil organizada precisam incorporar o espírito público, mudando a forma de agir, colocando o interesse coletivo acima dos interesses individuais e corporativistas.

Desta forma, a sociedade sairá mais fortalecida, mais consciente, diferente, melhor e mais justa, conquistando as mudanças almejadas e necessárias. E a partir daí uma Salesópolis mais justa para todos seus habitantes.

 

PROTESTO EM SALESÓPOLIS

Câmara é cercada por manifestantes

Cerca de duzentas pessoas enfrentaram chuva e participaram na noite de segunda-feira da primeira manifestação popular na história de nossa cidade pedindo melhorias na linha de ônibus que liga Salesópolis a Mogi das Cruzes.

Gritando palavras de ordem os manifestantes chamavam a atenção para os políticos que não usam o transporte coletivo.

A manifestação teve como objetivo mostrar para os políticos de nossa cidade que a empresa Julio Simões que opera a linha 311, está prestando péssimos serviços à população.

O valor da passagem que está em vigor atualmente é de R$ 5,15 de Salesópolis a Mogi das Cruzes e todos pedem que o valor seja reduzido.

O que deixa todos ainda mais revoltados são os horários praticados pela empresa que muda constantemente sem prévio aviso aos moradores de Salesópolis, alem da superlotação em horários de pico.

Um documento foi encaminhado ao presidente da Câmara de Salesópolis Francisco Marcelo de Morais Corrêa, PTB que leu em plenário a todos os vereadores e manifestantes presentes.

Esperamos agora que de fato algum político de Salesópolis tome consciência da gravidade dos péssimos serviços que a empresa Júlio Simões dispõe ao povo de nossa cidade e realmente exija melhorias na linha 311 e não fique apenas em promessas.

 

Vereadora Sandra é hostilizada pelos manifestantes

A vereadora Sandra Assis, PMDB , até que tentou ser solidária com os manifestantes que estavam em frente a Câmara Municipal, quando disse que estava de acordo com o ato, pois seu filho também utiliza os lotados ônibus da Júlio Simões, mas de nada adiantou pois ela mesma disse a uma das participantes do protesto que não usa os coletivos da empresa.

O vereador Cristian Candelária, Kiki, PV, disse a reportagem do Jornal do Povão que sempre esteve e estará junto à população para melhorar a qualidade de vida dos nossos munícipes.

Os demais vereadores preferiram não falar com a imprensa e saíram rapidamente do prédio da Câmara evitando contato direto com os manifestantes.

 

 

Decepção dos manifestantes com os vereadores

Todos esperavam mais do Presidente da Câmara

Em uma Sessão rápida, que durou apenas quarenta minutos, onde foi lido apenas o documento dos manifestantes que foi entregue ao Presidente da Câmara Francisco Marcelo Morais Corrêa, PTB, decepcionou os presentes.

Todos esperavam que a palavra fosse franqueada aos vereadores para que a população pudesse saber melhor o que pensam e o que poderiam fazer para tentar junto a empresa Júlio Simões melhorias no atendimento aos usuários de Salesópolis.

Mas para todos foi apenas mais uma decepção na noite, pois sem dar a palavra a nenhum vereador o Presidente Marcelo encerrou a Sessão deixando todos ainda mais revoltados com a atitude do vereador.

 

Veículos de vereadores são cercados na saída da Sessão

MANIFESTANTES CERCARAM VEÍCULO DO VEREADOR EDNEY
MANIFESTANTES FECHARAM A SAÍDA DA CÂMARAVEREADOR PAULO ROBERTO SAIU SEM FALAR COM OS MANIFESTANTESPOLÍCIA MILITAR ESTEVE PRESENTE PARA MANTER A ORDEM
POLICIAIS MILITARES PRECISARAM ABRIREM ESPAÇOS ENTRE OS MANIFESTANTES PARA VEREADORES PODEREM PASSAR COM SEUS VEÍCULOS

Os vereadores que não quiseram falar com os manifestantes não tiveram muita sorte na saída do prédio da Câmara após a rápida Sessão desta segunda-feira.

Os manifestantes cercaram os carros de alguns políticos impedindo-os de se retirarem do local, mas logo em seguida a Polícia Militar interviu e abriu passagem para que os veículos com os vereadores Edney Campos dos Santos, PR e Deise Aparecida Duque Corrêa, PSD e Paulo Roberto Faria, PR pudessem deixar o local.

Esse foi o único momento mais tenso da manifestação em frente a Câmara de Salesópolis, onde a Polícia Militar teve que agir rapidamente para que nada mais acontecesse.

 

 

 

topo